Eudóxio Donizeti Bento

Eudóxio Donizeti Bento, 50 anos, é um serial killer pouco mencionado pela imprensa. Ao menos na internet são escassas as informações sobre os crimes que confessou cometer. Uma possível justificativa para isso, pode ser o fato de que as mortes das quais é acusado aconteceram entre o final das décadas de 1980 e 1990, período em que a internet mal engatinhava. Continuar lendo

O Vampiro de Niterói

No início da década de 90, uma série de assassinatos contra meninos de classe baixa do Rio de Janeiro assustou a população fluminense. Na maioria dos casos, crianças do sexo masculino entre 5 e 13 anos apareciam mortas nas mediações da cidade de Niterói. Até que uma de suas vítimas, Altair de Abreu, um menino de 10 anos, conseguiu escapar e identificar o responsável pelos crimes. Continuar lendo

O Monstro de Passo Fundo

O paranaense Adriano da Silva, entrou para a lista de serial killers após assassinar 12 meninos com idades entre 8 a 13 anos, em cidades do interior do Rio Grande do Sul. Como a maioria das suas vítimas foram em Passo Fundo, RS, onde os boatos sobre o assassino ganhavam contornos de realidade, ele ficou conhecido como “O Monstro de Passo Fundo”.

Os crimes ocorreram entre 2002 e 2004, quando Silva tinha 25 anos. No entanto, o paranaense já era procurado pela polícia desde 2001, ao fugir da prisão de União da Vitória, no Paraná, onde cumpria pena por matar um taxista a facadas e ocultar o cadáver. Continuar lendo

O caso dos meninos emasculados

Francisco das Chagas Rodrigues de Brito em 2006. Crédito: elpais.com

Francisco das Chagas Rodrigues de Brito marcou para sempre a história dos serial killers brasileiros. Por sua personalidade contraditória, seu modus operandi durante os crimes e o grande número de vítimas tornou-se o maior assassino serial do país, deixando 42 mortos nos estados do Pará e do Maranhão.

O mecânico de motos mantinha uma vida aparentemente normal. Casado, ele tinha duas filhas. Nasceu no Maranhão, em 1965, foi abandonado pela mãe aos quatro anos e pelo pai aos seis, quando passou a ser criado com a avó. Longe dali, no entanto, foi onde começou a revelar sua face mais cruel. Em Altamira, no Pará, onde morou por algum tempo, Francisco violentou, extirpou e matou 12 meninos entre 1989 e 1993. Continuar lendo

Ilana Casoy fala sobre serial killers no Brasil

Em 2009 a Revista Veja publicou em seu canal no Youtube entrevista com Ilana Casoy.

Ela é especialista em seriais killers, membro consultivo da Comissão de Política Criminal e Penitenciária da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP) e do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Psiquiatria Forense e Psicologia Jurídica do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo (Nufor). Auxilia a Polícia Civil e pelo Ministério Público de São Paulo e de outros Estados na elaboração do perfil criminal de casos em andamento. Tem três livros publicados no Brasil a cerca do tema. Continuar lendo

Outros casos de serial killers investigados no país

Listamos outros casos de serial killers que estão sendo investigados pela justiça brasileira. Continuar lendo